Portal SER

What’s up?

E o Whatsapp chegou! Invadiu nossas casas, mudou nossa forma de se comunicar e se comportar. Como se não bastasse transmitir textos, áudios, imagens e documentos instantaneamente, agora fazemos isso em grupo!

Grupos que se reúnem em torno de uma afinidade: grupo do futebol, da família, da igreja, da academia e, por que não?, o grupo de mães de alunos de uma mesma sala de aula.

Ao contrário do que muitos pensam e defendem, esses grupos de mães são extremamente saudáveis e necessários, desde que usados de forma eficiente.

Compartilhar dúvidas, angústias, soluções e ideias sempre foi uma necessidade do ser humano, principalmente se esse ser humano é classificado como “mãe”. E encontrar um espaço prático e rápido onde você pode compartilhar seus dramas e desafios e perceber que outras pessoas vivem suas mesmas aflições é, no mínimo, calmante.

Esse recurso otimiza o tempo e permite uma importante troca de conhecimentos e experiências. Entretanto, é preciso cuidado com alguns limites importantes.

Quando o assunto é sobre a escola, o que é inevitável já que esta é a afinidade que reúne o grupo, é fundamental perceber as limitações do grupo em busca da solução de problemas, uma vez que, enquanto a discussão não sair do grupo e invadir os muros da escola, nada será resolvido.

É papel da escola acolher as famílias, esclarecer dúvidas e corrigir falhas no processo e, tendo um facilitador, como um fórum de WhatsApp, que rapidamente recolhe a opinião da maioria, é motivo de gratidão.

Enquanto Diretora, defendo a ideia que a escola deve acompanhar as mudanças da vida moderna em benefício da Educação e isso envolve a família. Afinal, ambas instituições se dedicam a um precioso bem em comum: a criança.

Não há nada mais valioso para uma família do que seu herdeiro e, quando a escola respeita esse valor, está criada a empatia, indispensável para o sucesso dessa relação.

Se há anos se fala em parceria família-escola, se muito se estudou sobre esse tema, hoje temos mais um aliado na promoção dessa parceria. Que toda essa tecnologia sirva para unir cada vez mais pais e professores!